Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis da Bahia

Diretoria do Sinposba participa de plenária da Frente Brasil Popular

Publicado em: 17/03/16


O diretor do Sinposba, Wilson Conceição, participou na manhã desta quinta-feira (17), da plenária de mobilização da Frente Brasil Popular, para orientações ao enfrentamento sindical e social a favor da democracia e contra o golpe atual. Junto com a bandeira verde e amarela, estarão bandeiras de várias cores num ato em que nenhuma cor é proibida e a diversidade que sempre será bem-vinda.
Os acontecimentos dos últimos dias são preocupantes, e devemos nos mobilizar em prol da democracia e dos direitos dos trabalhadores. A direita golpista está tentando nos intimidar, fomentando o ódio e a intolerância.
‘’Os movimentos sociais e sindicais não admitirão o retrocesso nos direitos do povo brasileiro, e irá às ruas em defesa das conquistas políticas e sociais, da democracia, da liberdade e contra a tentativa de golpe, para afirmar o poder da nossa união. Por isso estamos nos reunindo pois é importante que a sociedade contribua com essa grande mobilização. O povo em manifestação, organizada e consciente será capaz de deter e superar a atual onda golpista que esta rondando o nosso país’’, afirmou Wilson.
Amanhã, 18 de março, às 15h, no Campo Grande, todos em defesa da Democracia e contra o golpe!
Vamos à luta!

Segue abaixo nota da presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, sobre a divulgação da conversa do ex-presidente Lula com a presidente Dilma. Para Luciana

Leia a íntegra da nota:

Moro afronta a lei e, junto com setores da mídia, tenta consumar o golpe

A escandalosa divulgação do teor de uma conversa privada da presidenta Dilma Rousseff e o agora ministro Luiz Inácio Lula da Silva – autorizada pelo juiz Sérgio Moro e obtida através de um grampo ilegal – teve a nítida finalidade de causar um fato político, midiático, insuflar a radicalização de setores oposicionistas e criar uma crise institucional.

O episódio escancarou o conluio entre a Operação Lava Jato e a grande mídia que tem usado os recorrentes vazamentos da investigação para alimentar manifestações de setores da sociedade contra o governo. Na noite de hoje (16 de março), esse comportamento irresponsável ganhou ares de golpismo aberto com a incitação de manifestantes para ocuparem as cercanias do Palácio do Planalto e as ruas do país, gerando risco de conflagração social.

Ao violar os direitos e as prerrogativas da Presidência da República e envolver até mesmo membros do Supremo Tribunal Federal nas investigações, o juiz Sérgio Moro cometeu ilegalidades em série, atentou contra o Estado Democrático de Direito, enfim, se desnudou como um juiz de exceção, deixando claro o seu objetivo de realizar uma caçada contra o ex-presidente Lula e desestabilizar o governo da presidenta Dilma Rousseff.

Ao perceber que a nomeação do ex-presidente Lula como ministro poderá cumprir o relevante papel de construção das mediações políticas necessárias para estancar a grave crise que o país vive, a tríade golpista (Moro-grande mídia-oposição) descambou para o desatino rompendo por completo com a legalidade democrática, numa ação frenética que busca acender o estopim do golpe.

A gravidade dos fatos exige uma enérgica reação das forças democráticas e das próprias instituições da República responsáveis pela defesa da Constituição e do Estado Democrático de Direito. Neste sentido, é relevante a reação da presidenta Dilma ao anunciar, em nota oficial, que serão tomadas as medidas jurídicas cabíveis para a “reparação da fragrante violação da lei e da Constituição cometida pelo juiz autor do vazamento”.

Espera-se que o Conselho Nacional de Justiça e outras instâncias do Poder Judiciário ajam para cessar os desmandos do juiz Sérgio Moro.

Neste contexto, impõe-se a mobilização imediata de todos aqueles que prezam a democracia e se agiganta a necessidade de ampliar a convocação para as mobilizações de rua marcadas para a próxima sexta-feira, dia 18 de março, em defesa da democracia e contra o golpe.

Brasília, 16 de março de 2016

Luciana Santos
Presidenta nacional do Partido Comunista do Brasil

Fonte: Ascom / Sinposba

Compartilhe ->

Comentários

[ Faça o seu comentário ]   [ Envie Para um amigo ]

todos os campos são obrigatórios

todos os campos são obrigatórios

Filiado a:

FENEPOSPETRO

Av. Sete de Setembro n° 941, Conjunto 101 - Centro/Mercês
CEP: 40060 - 000, Salvador-BA

© Copyright 2009 - SINPOSBA