Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis da Bahia

MEDIAES SEM ACORDO FORAM ENCERRADAS NA SUPERINTENDNCIA REGIONAL DO TRABALHO. CAMPANHA SALARIAL SEGUE COM MEDIAO DO MINISTRIO PBLICO DO TRABALHO - MPT

Publicado em: 12/07/18

INFORME DA CAMPANHA SALARIAL 2018/2019

A mediao, segunda-feira, dia 9 de julho, na Superintendncia Regional do Trabalho STR, entre o Sinposba e o Sindicombustveis, acabou sem acordo e foram encerradas naquele rgo. O Sinposba solicita mediao do Ministrio Pblico do Trabalho MPT dando prosseguimento a Campanha Salarial.

Mediao encerrada na SRT
Antonio Lago, presidente do Sinposba, comunicou mediadora da SRT que a Assembleia da categoria, 6 de julho, rejeitou por unanimidade a proposta patronal, registrada em ata na mediao anterior, em 26 de junho de 2018, QUE QUAISQUER REAJUSTES SERO CONDICIONADOS ACEITAO DA TERCEIRIZAO. Bem como a assinatura da CCT, com todas as demais clusulas que j constam e as novas tambm esto condicionadas a aceitao da implantao da terceirizao. Antonio Lago reafirmou, mais uma vez, que a categoria terminantemente contra a implantao da terceirizao, o que fez com a mediao fosse encerrada.

Contra a terceirizao
O Texto da clusula 22 da nossa Conveno Coletiva de Trabalho 2017/2018 claro e veda a terceirizao. As empresas se obrigam a no contratar pessoal para o exerccio de trabalho temporrio nem mo de obra por intermdio de locadoras cooperativas ou pessoas jurdicas impostas para exercer todas e quaisquer funes exceto as atividades meio assim consideradas Todas aquelas que no incluam servios realizados pelos membros da categoria profissional do Sindicato dos Trabalhadores em postos de servios de combustvel.

Na contraproposta patronal s nossas reivindicaes nesta Campanha Salarial, datada em 3 de maio de 2018, os patres propem a terceirizao na atividade fim; o texto o seguinte: CLUSULA VIGSIMA SEGUNDA: TRABALHO TEMPORRIO INSERIR A POSSIBILIDADE DE TERCEIRIZAO NA ATIVIDADE FIM DA REVENDA. Isto quer dizer que todas as funes nos postos de combustveis podem ser exercidas por trabalhadores terceirizados substituindo os trabalhadores atuais, causando desemprego.

A Diretoria do Sinposba contra a terceirizao porque os exemplos de outras categorias, que j passaram por esta mudana na contratao de mo de obras, criou uma insegurana jurdica ao respeito s leis trabalhistas e, principalmente, ao cumprimento das Convenes Coletivas de Trabalho, j que as terceirizadas criam a figura do subemprego, onde o trabalhador exerce as mesmas funes do trabalhador da empresa contratante e no possui os mesmos direitos e benefcios.

Fonte: ASCOM



Compartilhe ->

Comentrios

[ Faa seu comentrio ]   [ Envie Para um amigo ]

todos os campos so obrigatrios

todos os campos so obrigatrios

Filiado a:

FENEPOSPETRO

Av. Sete de Setembro n° 941, Conjunto 101 - Centro/Mercês
CEP: 40060 - 000, Salvador-BA

© Copyright 2009 - SINPOSBA